Compreendendo os olhares europeus sobre a Índia – PARTE VIII

Compreendendo os olhares europeus sobre a Índia – PARTE VIII



Para os britânicos, a descoberta de vestígios arqueológicos no Vale do Punjab no início do século XX é considerada um marco: seria a prova de que o Vale do Hindu mostra a ruptura entre duas civilizações distintas da Índia, antes e depois do surgimento do sânscrito. Aparentemente cautelosos, documentários da BBC especulam que os ritos do Vale supracitado são comparáveis aos antigos ritos de Stonehange, localizado na região britânica e contemporâneo ao uso do sânscrito há mil anos atrás e comparam o Deus Indra com deuses europeus do trovão. Europeus esses que, por hipótese, teriam trazido cavalos e uma língua indo-europeia para a cultura indiana.

Ocorre que após a difusão das teorias linguísticas (Whitney) e antropológicas (Franz Boas) que relativizam o ser humano,partindo do pressuposto deque não há língua e cultura superior ou inferior às demais, o discurso dos países colonizadores precisou se ajustar ao novo contexto de respeito, ao menos no plano do discurso, em relação aos países descolonizados. Desconsiderando a influência das linguas dravidicas no sânscrito, os documentários produzidos pela Inglaterra, que domina as hipóteses arqueológicas sobre as origens da civilização ocidental, separam língua de etnia. Enquanto a primeira teria sido trazida pelos europeus, numa interpretação tendenciosa de obras como o Ramayana, a segunda é explicada de modo evolucionista, sendo o que denominaram de pool genético indiano.

De fato, o vale do Punjab revela uma tradição milenar indiana. Porém, por trás do discurso respeitoso, osberva-se que, ainda hoje, boa parte dos estudiosos das culturas milenares são europeus, que interpretam a cultura do outro por meio de suas próprias categorias ocidentais e a principal delas é a do progresso material. Ora, ao separar língua de cultura, perde-se todo o sistema de pensamento contido nas práticas materiais e ritualísticas dos povos. O sistema de pensamento,segundo a hipótese trazida nos famosos documentários, foi trazido pelos europeus até a Índia. Afinal, por que razão comparar o que ocorre em Punjab com Stonehedge?



Há algumas prévias e documentários na íntegra sobre a tal descoberta britânica, disponibilizados pelo youtube:


http://www.youtube.com/watch?v=wvvI3bIAgVA

http://www.youtube.com/watch?v=APn07PS-5qc

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s